"ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA RESERVA DO EXÉRCITO - NA PAZ E NA GUERRA ATÉ A MORTE NÓS SOMOS A RESERVA ATENTA E FORTE!"


Home
Associação
Agenda
Convênios
Parcerias
Canções
Fotos
Notícias
Artigos
Honrarias
Uniforme R/2
Banco de Dados
CPOR-RJ-Notícias
Medalhas Major Joaquim       Thiago da Fonseca
Oportunidades Trabalho
Identidade Militar

Fale Conosco







 

Home - ENOREX

XIX ENOREX

XIX enorex

 

NOTÍCIAS - ENOREX - SOLENIDADE DE PASSAGEM DE COMANDO DO CNOR

Há exatamente 20 anos depois o Tenente Monteiro, passa o bastão para ao novo presidente do CNOR o Ten Regério, depois de criar, por sugestão do General Gleuber Vieira, antigo Ministro e Comandante do Exército, o CNOR – Conselho Nacional de Oficiais da Reserva (nome antigo, de Oficiais R/2).

passagem comando

Reunidos no auditório do CEP – Centro de Estudos de Pessoal e Forte Duque de Caxias no Leme (Rio de Janeiro), com as presenças ilustres do General Gleuber, General Cid – Chefe do DECEx, General Brasil – Vice-chefe do DECEx, General Alvim (DETMIL), General Lancia (DEPA) e General Smicelato (CCFEx), além dos Comandantes, Cel Cyrillo do CPOR/RJ (sede do XIX ENOREX), e Cel Lima Gil, anfitrião, participantes do ENOREX e convidados, iniciamos entoando o Hino Nacional Brasileiro.

plateia

Em seguida, foi dado o toque de Presença de Ex-combatente, digna homenagem ao Tenente Israel Rosenthal, herói da Força Expedicionária Brasileira na Itália durante a II Grande Guerra, e já no alto de seus 97 anos.

O Tenente Gláucio anunciou então a finalidade do evento, passagem da Presidência do CNOR, e convidou o Tenente Monteiro a fazer suas despedidas.
Monteiro resolveu falar de improviso e começou explicando onde tudo começou... Era o ano de 1991 e a turma de 61 do CPOR/RJ, reuniu-se num almoço na Fortaleza de Santa Cruz, em Niterói. Presentes ex-alunos e antigos instrutores. O Coronel Sinésio Martins, então Comandante do CPOR/RJ, foi lá e explicou que havia 5 (cinco) Associações de ex-alunos de CPOR no Brasil sugerindo que o Rio, por ser a origem dos CPOR em 1927 e portanto o mais importante deles, também criasse uma Associação, oferecendo sua Unidade para sede, o que foi feito no ano seguinte. Este Coronel Sinésio, presente ali
naquela solenidade, associado número 02, sempre permaneceu ativo e atuante, com inúmeros projetos como o Projeto de História Oral do Exército já publicado pela BIBLIEX. Então foi criada 25 anos atrás a hoje AORE/RJ – Associação dos Oficiais da Reserva do Exército e seu primeiro presidente, o General Guilherme que veio falecer alguns anos depois. Em seu leito de morte, chamou o Tenente Monteiro, seu Vice-presidente, e retirando os tubos que usava para respirar no hospital, o fez prometer que daria continuidade a essa obra... Cinco anos depois, por sugestão do General Gleuber Vieira, antigo instrutor do CPOR (era Capitão chefe do II ano quando eu entrei para o I ano do CPOR/RJ), foi criado o CNOR e seu primeiro ENOREx. O Tenente Monteiro terminou falando da eleição de seu sucessor, o Tenente Rogério de Recife e desceu muito aplaudido, sendo cumprimentado e abraçado pelo General Gleuber, considerado o “pai” do CNOR.

abraco

O Tenente Gláucio chamou novamente o Monteiro ao palco para prestar homenagem ao Tenente Ricardo Litaiff, criador da linda vinheta deste XIX ENOREX. A marca do ENOREx/2017 foi desenvolvida, desenhada e idealizada pelo Ten Rogério de Recife, e convertida para arquivo gráfico pelo Designer Gráfico Helder Carapeba também de Recife. O Ten Litaiff, de Manaus, publicitário, então desenvolveu uma bela vinheta em cima daquela linda marca já existente. Na sequencia passou a palavra a um super emocionado Litaiff que mal conseguia falar ao mostrar a pintura que fez usando pó de café, do General Villas Bôas, Comandante do Exército, impedido de comparecer por motivos de saúde.

pintura

Foi então lido o currículo do presidente sucessor e convidado a tomar suas posições no dispositivo para a passagem de Presidência, o General Cid, mais alta autoridade militar presente, e os presidentes, sucedido e sucessor. Todos de pé então, viram dar entrada a Bandeira Nacional, carregada por um Tenente com uniforme histórico do tempo do império.

bandeira

Entrego o cargo de Presidente do CNOR ao 1º Tenente R/2 de Intendência, Rogério de Souza Vasconcelos Junior, bradou o Tenente Monteiro. Assumo o cargo de Presidente do CNOR, respondeu o Tenente Rogério e ambos fizeram frente para o interior e prestaram continência, abraçando-se em seguida. Após a saída do porta-bandeira, todos se sentaram e os presidentes, sucedido e sucessor, se apresentaram ao General Cid por, respectivamente, haverem entregado e assumido o cargo.

hino

O novo Presidente, Tenente Rogério, foi convidado a assinar o livro de posse e as diretorias que saíram e que assumiram, foram convidadas e chegarem à frente, após o que se cumprimentaram.

assinatura

Após a cerimônia de Passagem da Presidência do CNOR, o Tenente Fruit, Presidente da AORE/SC, apresentou a sede do próximo XX ENOREX, a bela cidade de Joinville, SC.
Ao final, o Tenente Rogério acompanhado do Tenente Ricardo, Presidente da AORE/RJ que sediou este XIX ENOREX, passou ao Ten Fruit o Estandarte do CNOR, para materializar a próxima sede do XX ENOREX em 2018.

estandarte

E, para encerrar a presente cerimônia, ouvimos as palavras do General de Exército Gleuber Vieira, o “pai” do CNOR.
Ao terminar suas emocionantes palavras e se dirigir para a escada que desceria do palco, alguém na plateia gritou “INFANTARIA” no que o grande Chefe Militar nem titubeou, respondendo: “ARTILHARIA”.

gleuber

 

— Veja mais fotos...

Voltar ao inicio

associe

Contribua com a nossa Associação
de forma rápida, simples e segura.
Nossas realizações dependem
da sua valiosa contribuição.

loja

flalecimento

Junho de 2012 - Web Designer - Ana Fontes